You are hereAceleradores Cósmicos: pulsares, supernovas, quasares, AGNs e outras bestas

Aceleradores Cósmicos: pulsares, supernovas, quasares, AGNs e outras bestas


By wescley - Posted on 10 abril 2012

Palestrante: 
Edivaldo Moura Santos
Data: 
Qua, 12/05/2010
Tipo: 
Convite à Física
Arquivo do vídeo: 
No video? Get the Windows Media Plugin

O grande colisor de hádrons (LHC) do CERN muito em breve será capaz de acelerar prótons até que atinjam 99,999999% da velocidade da luz! Embora seja cada vez mais consensual a idéia de que aceleradores terrestres, pelo menos baseados nas tecnologias atuais, estejam experimentando seus últimos suspiros em termos de energia máxima, a natureza parece não dar sinais de perda de fôlego. Os chuveiros atmosféricos extensos, por exemplo, que se desenvolvem através da atmosfera terrestre e podem cobrir áreas de centenas de km2 ao atingir o solo, são criados pela interação de partículas carregadas no topo da atmosfera com energias até 108 vezes aquela do próton mais energético já produzido na Terra. Acredita-se que tais partículas tenham sido aceleradas por objetos astrofísicos poderosíssimos localizados tanto dentro quanto fora de nossa galáxia. Nessa apresentação, discutir-se-á os ingredientes principais presentes na maioria dos modelos de aceleração astrofísicos. Os ambientes inóspitos nos quais tais ingredientes podem estar presentes serão apresentados e incluem pulsares, remanescentes de supernovas, quasares, núcleos ativos de galáxias, surtos de raios-gama e outros.