You are hereA Evolução Cosmológica das Galáxias: a Conexão do Universo Remoto com a sua Memória Fóssil Local

A Evolução Cosmológica das Galáxias: a Conexão do Universo Remoto com a sua Memória Fóssil Local


By wescley - Posted on 10 abril 2012

Palestrante: 
Thais Eunice Pires Idiart
Data: 
Qua, 17/11/2010
Tipo: 
Convite à Física
Arquivo do vídeo: 
No video? Get the Windows Media Plugin

Em termos cosmológicos, galáxias podem ser pensadas como guias que iluminam as mais distantes regiões, sendo elementos fundamentais para o mapeamento minucioso do Universo. O conhecimento mais completo possível sobre galáxias é essencial para o domínio de uma cosmologia mais precisa. Este conhecimento inclui os processos de formação dos seus diferentes tipos de morfologia bem como a formação de suas populações estelares e suas evoluções químicas e dinâmicas no tempo.Os mais modernos modelos cosmológicos obtêm bastante sucesso na descrição da estrutura em larga escala do universo. No entanto, inexiste uma teoria geral de formação estelar que explique ao mesmo tempo como as estrelas se formam em cada tipo de galáxia e sua evolução através do tempo cósmico. O desafio de se elaborar uma teoria de formação de galáxias é levar em conta todas as suas propriedades fósseis, tais como morfologias, dinâmica e abundâncias químicas das populações de estrelas, e prever a evolução destas propriedades no tempo. Em particular, através do estudo da população estelar mais velha tanto na nossa Galáxia bem como em galáxias próximas (observadas em redshifts próximos a zero), pode-se compreender melhor como eram estas galáxias no início de sua formação. Esta época inicial corresponde à fase de evolução em que são observadas hoje as galáxias que estão a distâncias cosmológicas. Observar galáxias a essas distâncias significa observá-las também através do tempo, ou seja, no seu passado quando eram mais jovens. Nesta palestra serão apresentados alguns métodos de análise do passado distante das galáxias através dos seus registros fósseis observados a redshits próximos a zero.